Tamanho do Texto:
A+
A-

Caminho da glória

Publicado por Frei Venildo Trevizan | 26/03/2018 - 08:49

Estamos entrando numa semana cercada de inúmeros mitos, tradições e costumes que direcionam as mais diversas atividades no sentido de satisfazer os anseios dos seres humanos. Para alguns poderá ser a semana do bacalhau. Para outros poderá ser a semana de abster-se de carne, de doces e de outras guloseimas.

Essa semana poderá significar oportunidade de um jejum mais rigoroso, ou de outras penitencias e sacrifícios para aplacar a ira de Deus e atrair graças e bênçãos. Poderá ainda ser oportunidade de visitar parentes e amigos distantes matando saudades e recordando acontecimentos e fatos.

Essa semana será para muitos a celebração do confronto entre o bem e o mal. Estamos num mundo marcado por muito sofrimento. Além das catástrofes que abalam a natureza, o clima e a ecologia, temos a lamentar os muitos caminhos que antecipam a morte e a destruição de tantos seres humanos e até mesmo dos valores morais e éticos.

Assusta a quem cultiva o bom senso o tanto de armas sofisticadas, o terrorismo, os assaltos, os seqüestros relâmpagos, a violência urbana e rural, a morte pela fome e pelas doenças. Assusta porque não se vêem saídas, não se apontam soluções e não se assumem maneiras nobres e para assegurar o mínimo de segurança.

Soluções existem. Caminhos existem. Pessoas de boa vontade existem. Mas faltam elementos que favoreçam e contribuam para erradicar esses males. E os que deveriam assumir essa responsabilidade se encontram comprometidos com o sistema de violência e de morte. Está faltando vida. Está faltando dignidade. Está faltando fé em Deus e amor às criaturas. Está faltando à coragem da solidariedade com as pessoas que se empenham em construir um mundo mais justo e fraterno.

Essa semana precisa ser celebrada com o espírito e o pensamento voltados para a solidariedade com o gesto do Mestre dos mestres que, por ocasião de sua entrada em Jerusalém, enquanto o povo o aplaudia, em seu íntimo sofria ao saber da falsidade e da maldade em tantos corações. Mas não desistiu e a ninguém condenou.

Seguro em seus objetivos e honesto em seus propósitos caminhou firme e decidido, pois estava indo, não para a derrota, mas para a gloria; não para a morte, mas para a vida. Assim caminham todos aqueles e aquelas que alimentam em seus corações grandes e nobres ideais. Assim caminham todos aqueles e aquelas que sabem cultivar o espírito de fraternidade e superação da violência conscientes de sua missão nesse mundo de Deus e dos humanos.

E quem alimenta essa consciência está caminhando para a glória e não se intimida em enfrentar os desafios que o mundo do crime espalha pela sociedade. Não desiste, por maiores que sejam as dificuldades a superar e as barreiras a transpor.

Para quem tem fé o caminho poderá se apresentar difícil, mas não impossível de percorrer e chegar àquela glória reservada para esses seres humanos que alimentam valores divinos.

Essa será a semana dos vitoriosos que aceitam a dor, o sofrimento e as provações para poderem saborear com alegria essas surpresas da bondade e da misericórdia emanadas do coração manso e humilde do Senhor.

Sobre o autor
Frei Venildo Trevizan
Sacerdote. Nasceu no ano de 1939 em Paraí-RS. Filho de Ângelo Trevizan e Carmela Richetti.