Tamanho do Texto:
A+
A-

Chamados a Crer

Publicado por Comunicação Brasil Central | 04/11/2017 - 00:01

Estamos num mundo marcado por infindas surpresas, alimentado por filosofias diversas, iluminado por sonhos os mais variados, construído por crenças estruturadas em seus conteúdos e em seus ensinamentos.

São crenças buscando seguidores. São filosofias querendo discípulos. São organizações em permanente esforço de se atualizar e transpor as barreiras das limitações construindo uma sempre mais moderna civilização. São empresas impondo suas estratégias e seus ousados projetos de desenvolvimento.

E o ser humano se encontra em meio a tudo isso. Talvez ainda não tenha conseguido entender qual a razão de sua origem e de sua existência. Talvez se encontre num ambiente de desconhecimento de seus valores e de seus princípios. Talvez se encontre em permanente exercício em descobrir por que e para que se encontra nesse mundo.

Quanto mais procurar esclarecimentos tanto mais difícil poderá se tornar o relacionamento com os demais. Pois todos procuram viver e viver da melhor maneira possível. Ás vezes o viver poderá interferir no viver dos outros. Aí surge a competição para medir forças, competências e capacidades.

Os mais fortes logicamente vencerão. Os mais poderosos sempre dominarão. E os mais capacitados irão ocupar os postos mais elevados. Sobra para quem for fraco mendigar compreensão e alguma ajuda para poder sonhar com algo de valor.

Tudo isso acontece por que o ser humano está sendo desumanizado pelas inúmeras ideologias materialistas que inculcam na mente humana um novo jeito de viver. Esse novo jeito se sustenta na liberdade dos instintos pessoais. O sagrado perdeu espaço para o profano. O religioso cedeu lugar ao prazer. O aconchego da família é substituído pelo amor temporário.

Creio, porém, que em breve o mundo vai cansar dessa vida vazia de sentimentos e indiferente aos valores espirituais. Creio que já estamos entrando em um novo mundo de alegria e de amor fraterno. Já existem sinais vivos nas pessoas que experimentam a força da fé, buscando ambientes que possibilitem o encontro feliz com Deus.

A partir dessa constatação renovam-se as esperanças de dias melhores e de vidas mais saudáveis. Já é possível acreditar mais em si, confiar mais nos apelos manifestados por todos aqueles que cansaram dessa vida superficial e decidiram viver em maior profundidade a fé.

Sentem-se chamados a crer. Crer com a simplicidade de uma criança e a maturidade de um adulto. Crer com a convicção de um estudioso e com a confiança de um sábio. Crer com a disposição de um cristão e com a humildade de um santo.

Podem permanecer dilemas. Podem continuar dúvidas. Podem incomodar incertezas. Isso faz parte de quem se propõe buscar luzes em suas trevas e respostas em seus questionamentos. O ser humano é um ser pensante. Não pode se demitir em seus raciocínios e muito menos em suas inquietudes que queiram interferir em seu acreditar.

Sobre o autor
Frei Venildo Trevizan
Sacerdote. Nasceu no ano de 1939 em Paraí-RS. Filho de Ângelo Trevizan e Carmela Richetti.