Tamanho do Texto:
A+
A-

Chamados a Semear

Publicado por Comunicação Brasil Central | 11/11/2017 - 00:01

Nossa sociedade necessita de homens e mulheres que amem profundamente o viver. Nossa sociedade necessita de alguém que cultive carinhosamente valores que enriqueçam o pensar e fortaleçam o agir. Pensamos muito pouco e agimos muito mal. Falta sensibilidade ante os anseios dos empobrecidos. Falta disponibilidade em criar caminhos novos e sonhos audaciosos. Falta crer naquilo que se propõe.

Nossa sociedade necessita de semeadores que semeiem alegria nos ambientes e nos corações que se encontram feridos pela tristeza. Necessita de semeadores que semeiem esperança onde os ânimos se enfraqueceram e os braços se cruzaram. Necessita de semeadores que semeiem confiança aos que duvidam das próprias capacidades. Necessita de semeadores que semeiem perdão nos corações massacrados pelo ódio. Necessita de semeadores que semeiem paz nos lares e nos ambientes em que o que  fala mais alto são o rancor e a desordem.

Nossa sociedade necessita de homens e mulheres que tenham a delicadeza de surpreender silenciosamente pessoas cujo coração esteja alimentando revolta ou insatisfação e coloquem nele uma nova luz de fé e de amor. Atitudes essas que estão perdendo seu espaço e sua ação em muitos desses corações.

Infelizmente muitas são as barreiras a transpor. Existem muitos semeadores semeando a discórdia, a mentira e a falsidade. Existem muitos semeadores semeando a semente da duvida nas mentes que procuram a verdade e descobrem que tudo é artimanha que engana e desencaminha. Muitos são os que semeiam revolta e insatisfação, insegurança e desanimo, caminhos para a dependência química e até o suicídio.

Tudo provocado por aqueles e aquelas que têm a responsabilidade de instruir e orientar nossos jovens e crianças nos caminhos do conhecimento e da ciência. Teriam tambem a responsabilidade de encaminhar e conduzir no conhecimento e na vivencia da fé em alguma organização religiosa.

Onde estarão esses homens e mulheres que poderiam transformar esse mundo ferido pelas mentiras em um mundo onde todos possam respirar o ar saudável da verdade? Estamos em falta de mestres e educadores. Estamos carentes de pessoas felizes que irradiem felicidade e otimismo. Estamos necessitados de educadores da fé, da esperança e do amor. Estamos nos distanciando de Deus.

Cada dia mais percebemos esses contrastes e essas diferenças entre o que sonhamos e o que temos que aceitar. Mas creio ainda ser possível fazer diferente. Creio que ainda poderemos transformar essa situação. Creio que conseguiremos muito breve olhar um para o outro com olhar sereno e alegre. Creio que conseguiremos dar as mãos uns aos outros e caminhar seguros nos caminhos da vida.

Somos chamados a semear: semear vida nova iluminada pela fé no Criador, alimentada pelo amor da comunhão com Deus e com os irmãos e sustentada pela esperança de estabelecer harmonia com o universo e solidariedade com as criaturas.

Somos chamados a semear uma nova civilização baseada no respeito pelas diferenças e igualdade na filiação divina. Uma civilização onde o amor e a fé serão o espaço sagrado da convivência.

Sobre o autor
Frei Venildo Trevizan
Sacerdote. Nasceu no ano de 1939 em Paraí-RS. Filho de Ângelo Trevizan e Carmela Richetti.