Tamanho do Texto:
A+
A-

Mudanças

Publicado por Frei Venildo Trevizan | 01/09/2018 - 00:01

Andando por esse mundo de Deus deparamos com muitas pessoas acomodadas. São pessoas satisfeitas com o que construíram ou alcançaram. Por outro lado existem as que estão insatisfeitas por não terem alcançado o que almejavam ou sonhavam. Também se acomodaram por não verem saídas compensadoras.

São pessoas que se acomodam por terem uma visão muito limitada em suas atitudes e muito pobre em suas opções. Falta-lhes criatividade e entusiasmo. Falta-lhes ousadia e coragem.

Vemos muitas pessoas inquietas por não conseguirem mudar certos planos, certos sonhos e certos projetos. São pessoas que se veem incapazes de superar certas dificuldades ambientais ou sociais. Sentem serem incapazes ou despreparadas em fazer algo para o melhor, Preferem deixar como está para ver como é que fica.

Contudo, quem possuir raciocínio esclarecido, vê e sente ser preciso mudar. Percebe e assume mudanças profundas e necessárias para uma vida saudável e feliz. Não se acomoda diante dos desafios. Busca incansavelmente ambiente e posicionamento que garantam segurança e estabilidade emocional e financeira.

Mudanças são necessárias. Sabemos que ao nosso redor tudo muda. O tempo muda. A temperatura muda. O horário muda. A idade muda. O ambiente muda. Os sentimentos mudam. As próprias pessoas mudam suas ideias e seus conceitos. Tudo muda.

Não é fácil aceitar essas mudanças e essas novidades. Especialmente no relacionamento familiar não está fácil reconhecer que nem sempre tem razão. Não está fácil aceitar que outros pensem diferente e sejam diferentes.

Não está sendo fácil mudar as atitudes e as opções. Em muitos casos preferem interromper um relacionamento de anos em lugar de parar, sentar e analisar respeitosamente a possibilidade de refazer esse relacionamento.

Se ao longo desse tempo cada qual insistiu em seu jeito, em seu pensar e em seu agir, não seria o momento de mudar as estratégias? Não seria o momento de colocar-se no lugar do outro e admitir que muita coisa mudou?

É possível mudar. Onde houver boa vontade e humildade sempre será possível encontrar maneiras nobres de reconciliação e de perdão. Onde houver esforço em se atualizar certamente haverá renovação no espírito e aceitação alegre das diferenças.

É possível mudar. Feliz de quem descobriu uma maneira nobre de se relacionar pelo amor e pela fé. Feliz de quem encontrou um jeito mais saudável de se relacionar com o próprio viver. Esse construirá uma vida mais bela, sentimentos mais elevados e pensamentos mais profundos. Será alguém consciente e seguro em seu agir e em testemunhar a grandeza do coração.

É possível mudar o relacionamento com Deus. Em sua liberdade de pensamento e em sua originalidade de opções cada qual tem o direito de se aproximar de Deus de acordo com sua capacidade e compreensão.

Absolutamente não haverá razão de ter medo de Deus, pois ele conhece as misérias e as limitações de todo o ser humano. Apesar disso, continua amando e confiando em seus filhos e filhas. Talvez o desafio maior esteja em mudar o conceito que fazemos de Deus.

Sobre o autor
Frei Venildo Trevizan
Sacerdote. Nasceu no ano de 1939 em Paraí-RS. Filho de Ângelo Trevizan e Carmela Richetti.