Tamanho do Texto:
A+
A-

No ano do Jubileu de Aparecida, 19 noviços das províncias capuchinhas do Nordeste emitem os primeiros votos religiosos

17/10/2017 - 15h49

Na solenidade de Nossa Senhora Aparecida, Rainha e Padroeira do Brasil, 12 de outubro, as três províncias capuchinhas no Nordeste brasileiro (Província Nossa Senhora da Piedade da Bahia e Sergipe, Província São Francisco das Chagas do Ceará e Piauí e Província Nossa Senhora da Penha do Nordeste do Brasil) transbordaram de alegria pela primeira profissão religiosas dos Freis: Alison Anderson, Anderson Sampaio, Cayke Hermeson, Cláudio Antunes, Diego Santos, Francisco Adriano, Gionês Bernardo, Jairon Celedino, Jeovani Lima, João Paulo Gargur, José Carlos, José Iranildo, Moiseis Brito, Rafael Florêncio, Rodrigo Hipólito, Ruan Rafael, Thiago Barbosa, Thiago Mendonça e Ylamark Francisco

A celebração Eucarística aconteceu na cidade baiana de Esplanada, onde atualmente está o noviciado interprovincial, na Igreja conventual de Nossa Senhora do Rosário de Pompéia.  Iniciou-se as 9h, sendo presidida por sua Excelência Reverendíssima Dom Paulo Romeu Dantas Bastos, Bispo Diocesano de Alagoinha.

Na ocasião, também se fizeram presentes o Ministro provincial da Província Nossa senhora da Piedade, Frei Liomar Queiroz; Frei Sérgio Viana, Vigário Provincial dos Capuchinhos do Ceará e Piauí e Frei João Batista da Paz, Vigário Provincial da Província Nossa Senhora da Penha do Nordeste do Brasil. Além de dezenas de sacerdotes, religiosos, amigos e familiares dos profitentes. A celebração foi marcada por forte emoção e muita alegria, pois além da profissão pública dos conselhos evangélicos realizada pelos 19 irmãos, rendia-se graças pelo jubileu dos 300 anos do encontro da imagem da Imaculada Conceição Aparecida nas águas do Rio Paraíba.

Elevamos à Virgem Aparecida nossas súplicas e preces pela perseverança e fidelidade dos neo-professos. Que São Francisco e Santa Clara interceda por cada irmão nesta nova etapa formativa.

Por: Frei Josias Neto

Fonte: Capuchinhos do Brasil /CCB

Por Frei Elton Caires Santos (Cúria Provincial)

Deixar um comentário