Tamanho do Texto:
A+
A-

A verdadeira face

Publicado por Frei Venildo Trevizan | 24/02/2018 - 00:01

Existem muitas pessoas que tentam disfarçar a realidade. São pessoas que relutam para não demonstrar que estejam sofrendo, que estejam contrariadas e muito menos fracassadas. Tentam esconder-se e esconder a realidade. Por um certo tempo poderão conseguir disfarçar.

A verdade, porém, não poderá ser camuflada por muito tempo. As emoções e os sentimentos fazem parte do modo de ser e de viver de cada um. Por isso, cada qual constrói seu destino e se responsabiliza por seu pensar, por seu planejar e por seu efetuar.

Assim sendo, estará revelando sua verdadeira identidade. Não tem como disfarçar ou enganar. Cada qual é o que é e não o que imagina ser. Terá que assumir seu jeito próprio de ser e de fazer. E tudo na maior alegria e na mais perfeita atitude de gratidão. Pois o belo da vida consiste no modo como cada qual o assume e o executa.

Não existem formulas mágicas. Não existem gênios da longevidade, ou da perfeição. Existem seres humanos que se distinguem e se definem entre os demais. Existem os que assumem o próprio jeito de ser e contribuem na construção da historia da humanidade com seus pequenos gestos, com suas humildes atitudes e com seus simples exemplos. E difundem belos testemunhos de pessoas felizes.

São pessoas conscientes de serem autoras da historia pessoal. Sabem que tudo depende dos pensamentos que elaboram em suas mentes. Sabem que tudo se alimenta de sua fé e do seu amor. Sabem que podem construir uma vida saudável ou uma vida vazia. Sabem que podem alimentar o amor ou o ódio. Sabem que podem construir sonhos ou destruir esperanças. Sabem que podem elaborar belos projetos ou planejar desgraças.

Cada qual é autor e ator em sua própria historia. Não adianta procurar culpados das coisas que não dão certo. Não adianta lamentar os tropeços na vida profissional ou afetiva. Não adianta querer corrigir os erros passados. É preciso assumir o presente como tarefa única e decisiva. É preciso assumir aquilo que a vida oferece hoje e sentir-se feliz em ter algo a executar e a cumprir

Será preciso mostrar a verdadeira face do que se é e se faz. Será preciso mostrar a verdadeira face do amor e da paz, da fé e da esperança, da alegria e da solidariedade. Será preciso mostrar a verdadeira face de Deus.

E isso não será fácil. Ainda existem faces distorcidas de Deus. Existem faces de um Deus severo, perigoso e justiceiro. Existem faces de um Deus que vigia e ameaça. Faces de um Deus que julga e condena. Faces de um Deus distante da realidade sofrida do povo.

Mostrar a verdadeira face de Deus! Mostrar a face de um Deus misericordioso e compassivo. Mostrar a face de um Deus que acolhe, abraça e perdoa. Mostrar a face de um Deus que ama e incentiva. Mostrar a face de um Deus que se solidariza com os que sofrem, com os que se encontram enfermos e até desiludidos da vida.

O desafio maior na vida desse ser humano consistirá em reconhecer que é filho desse Deus tão questionado e tão misterioso para quem se encontra imerso no mundo das dúvidas e das incertezas.

Sobre o autor
Frei Venildo Trevizan
Sacerdote. Nasceu no ano de 1939 em Paraí-RS. Filho de Ângelo Trevizan e Carmela Richetti.