Tamanho do Texto:
A+
A-

Profetismo

Publicado por Frei Venildo Trevizan | 23/06/2018 - 00:01

Existem muitos sonhadores que imaginam situações maravilhosas ou pavorosas. Sonham com riqueza, com fama, com poder e com grandezas. Não é proibido sonhar. Em muitos casos os sonhos aliviam tensões e amarguras e conduzem a um paraíso fictício de paz e harmonia.

Mas o sonho pode não ser real e não mudar nada na vida. Será preciso encarar a realidade como ela se apresenta e analisar em profundidade atitudes possíveis, posicionamentos racionais e estratégias convincentes.

Não podemos apenas deixar-nos guiar por impulsos emocionais e muito menos por suposta inspiração de alguma divindade. É muito perigoso esse posicionamento. É muito temerosa essa atitude. Pode não permitir clareza de raciocínio e seriedade na análise.

Bem diferente é a atitude e o posicionamento de alguém reconhecidamente profeta. O profetismo, esse sim, é um dom de Deus. Sem ele o mundo ficaria impedido de entender e interpretar tantas situações criticas em que se encontra. Especialmente a camada mais pobre da humanidade necessita de alguém que pense junto, que analise e discuta possibilidades e saídas.

A real missão do profeta será a de convocar a comunidade para uma permanente análise da situação em que se encontra. Por pior que seja tal situação será preciso acreditar na possibilidade de uma luz a iluminar possíveis caminhos e possíveis soluções. Acreditar sempre. Duvidar nunca. Acreditar colocando as forças e os pensamentos em ação para atingir as metas.

E o profeta verdadeiro poderá sofrer por não ser bem visto e nem aceito como um homem de Deus. Compete a ele levar o povo a refletir a palavra de Deus que revelará qual a vontade e o querer desse Deus na situação concreta em que o povo se encontra. Cabe ao profeta despertar entusiasmo e amor. E o povo deverá abraçar a tal causa por mais crucial que se apresente.

O verdadeiro profeta levará o povo a acreditar em sua capacidade, a confiar em suas forças e assumir sua missão. E sempre contará com a luz divina como garantia de que Deus caminha com seu povo. Por mais difícil que seja o caminho e por mais árdua que seja a tarefa não lhe faltará o apoio do alto.

Diferente será a atitude dos falsos profetas. E existem. São homens ou mulheres que aparentam serem atenciosos e compreensivos até conquistarem a simpatia do povo. Mas seus objetivos têm outro destino. Principalmente as pessoas marcadas e feridas por alguma situação amarga são vítimas fáceis de enganar.

Essas são facilmente exploradas não só espiritualmente como financeiramente. Garantem verdadeiros milagres de cura tanto corporal quanto espiritual. Estão nas redes sociais e nas novelas da televisão. Estão em certos templos religiosos, no mundo financeiro e no ambiente político.

Cuidado! Não permitamos ser manipulados e nem anestesiados por tantas promessas tentadoras e miraculosas que façam. É preciso purificar a mente e o coração. É preciso manter o equilíbrio e o bom senso.  É preciso examinar com frieza e espírito de fé antes de tomar qualquer decisão.

Sobre o autor
Frei Venildo Trevizan
Sacerdote. Nasceu no ano de 1939 em Paraí-RS. Filho de Ângelo Trevizan e Carmela Richetti.