Paróquia N. Srª. do Perpétuo Socorro - Ceilândia-DF

 

 A história da paróquia de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro em Ceilândia/Sul, é parte da história da própria cidade de Ceilândia, de seu povo e de suas dificuldades, e da luta dos Frades Capuchinhos, que já na década de 70 atuavam nas invasões e favelas de Brasília.

A cidade de Ceilândia 

Devido ao crescimento descontrolado das invasões e favelas em Brasília, em 1970 foi criada a Campanha de Erradicação de Invasões – CEI, culminando na criação de uma nova cidade que recebeu o nome de Ceilândia – junção da sigla do projeto que levou à sua fundação, com a palavra de origem norte-americana “lândia”, que significa cidade. Sua pedra fundamental foi apresentada onde hoje se encontra a Caixa D’água, adotada como símbolo da nova cidade.

A cidade, naquele momento, muito deficiente de serviços públicos como água, luz e transporte público, vivia à sorte das enxurradas e da poeira e era assistida pelos Frades Capuchinhos que através do serviço religioso e social estiveram sempre presentes lutando e apoiando as lutas da comunidade pelos seus direitos básicos e pelo seu crescimento.

A cidade que, originalmente, era composta por apenas dois setores, denominados QNM e QNN, teve com seu crescimento, a incorporação de vários outros, sendo hoje uma das maiores cidades satélites do Distrito Federal e uma de suas maiores economias.

Nasce a Igreja

Oito anos após a criação da nova cidade um terreno foi escolhido para comportar a nova capela da Paróquia de Nossa Senhora da Glória, para atender a demanda da comunidade que já crescia.

No dia 20/08/1978, o Pároco da Glória, Frei Cirino, e algumas das Irmãs Franciscanas Missionárias de Maria Auxiliadora visitaram o terreno onde a capela seria erguida. No mesmo ano foi construído ali um barraco onde por vários meses foram realizadas missas aos domingos e catequese

Missa de Inauguração

No dia 20 de julho de 1980 foi inaugurada a igreja de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, com a presença do Exmo. Sr. Bispo Dom Geraldo D’Avila (Im memorian), e Senhoras do Apostolado da Oração da Igrejinha de Fátima, que doaram a imagem de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, hoje em local de destaque em nossa paróquia.

Neste mesmo ano foi eleito seu primeiro conselho paroquial, formado por pessoas da comunidade que se doaram em favor da igreja e da comunidade e através de eventos promoveram as primeiras ampliações da igreja e a construção de um prédio para obras sociais anexo à mesma.

Da Capela à Paróquia

A Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro teve seu ato de fundação através do decreto 02/1991, da Mitra Arquidiocesana de Brasília, de 01 de janeiro de 1991, que a desmembrou da Paróquia de Nossa Senhora da Glória, também na Ceilândia, da qual era capela, e a destinou, inicialmente, a serviço das comunidades das quadras QNN pares de 18 a 40.

Administrada pela ordem franciscana dos Franciscanos Capuchinhos do Brasil Central, a paróquia teve como primeiro pároco o Revmo. Frei João Pedro Vicenzi, nomeado pelo então Cardeal Arcebispo de Brasília, Dom José Freire Falcão, conforme o Canon 519, ficando o Frei João à sua frente até o ano de 1994.

Atualmente a paróquia conta com duas capelas; a de Nossa Senhora Aparecida e a de Nossa Senhora de Guadalupe, e junto com elas serve a uma grande comunidade, muito participativa e cheia de fé, atuando através de suas pastorais e movimentos com os mesmos princípios sobre os quais foi fundada: "Evangelização e dignidade Humana".

Suas Capelas

Na década de 80, com o crescimento das comunidades atendidas pela Paróquia, foram idealizadas e construídas as igrejas de Nossa Senhora de Guadalupe e de Nossa Senhora Aparecida, capelas da Paróquia do Perpétuo Socorro.

Essa duas capelas, em consonância com a paróquia, trabalham fraternamente, sendo, à exemplo da ordem franciscana que as mantém, “todas menores”, e assim tornam-se, em suas respectivas comunidades, grandes e atuantes, trabalhando em conjunto em celebrações, festas e eventos sempre em prol do crescimento mútuo e do melhor serviço às comunidades atendidas.

Um Conselho Pastoral Paroquial – CPP, coordena e ampara o trabalho de suas pastorais em suas mais diversas áreas de atendimento.

_____________________________

Capela Nossa Senhora Aparecida

A história da construção da Igreja de Nossa Senhora Aparecida, capela da paróquia de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, em Ceilândia, é a mais clara demonstração de fé e trabalho conjunto de uma comunidade.

A construção da bela igreja de N.S. Aparecida iniciou-se no coração de Trindade Guimarães Cunha, que manifestando a Frei Bernardo Cansi, seu desejo de continuar seu trabalho em uma nova comunidade dedicada a N.S. Aparecida, encontrou em Frei Bernardo um companheiro para o grande projeto.

Não demorou e um abaixo-assinado com mais de 2.000 assinaturas foi entregue à Administração Regional de Ceilândia, a fim de conseguir um terreno para a construção da nova igreja.

O sonho de Trindade e Frei Bernardo foi concretizado em um terreno já pertencente à Mitra, onde passaram a ser celebradas as primeiras missas, ainda nas instalações do CEBEM que ali se encontrava.Ainda neste ano, uma comissão foi formada e encarregada de programar eventos que arrecadariam fundos para a construção da capela. Finalmente, em 12/10/1988 foi celebrada uma missa, presidida por Frei Bernardo, com a apresentação do projeto para a construção da igreja e iniciaram-se as obras.

Este foi o ponto de partida para um trabalho que até hoje continua com o mesmo entusiasmo e dedicação.

_____________________________

Capela Nossa Senhora de Guadalupe

A comunidade de Nossa Senhora de Guadalupe iniciou-se no coração Mariano, quando, no ano de 1980, após uma reunião da Congregação Mariana, o Sr. Edmar olha para o cerrado e lança aos companheiros a corajosa frase: “Que tal construirmos uma igreja aqui?”. A frase feriu de tal forma o coração dos congregados marianos, entre eles; Dona Maria, Sr. Tonico, Dona Cátia (in memorian) e o Sr. Abel (in memorian), que a partir dali o grupo não poupou esforços para a aquisição do terreno.
Os arcebispos Dom Geraldo D’Avila, Dom Freire Falcão e o Frei Bernardo Cansi, foram peças fundamentais para a aquisição do terreno.

As primeiras missas foram realizadas no Centro de Ensino 11, próximo a comunidade, pelo Frei Ludovico (in memorian).
Após a aquisição do terreno, foi construído um Galpão – salão comunitário – onde foram realizadas as primeiras missas. Ao mesmo tempo a comunidade construía a igreja, com fundos arrecadados em eventos comunitários.

A embaixada do México, país da aparição da Virgem, doou o quadro de Nossa Senhora do Guadalupe que hoje se encontra exposto na igreja.

Assim, aos poucos, a igreja foi tomando sua forma, através do esforço de uma comunidade entusiasmada que hoje está às vésperas de completar as obras do que certamente será uma das mais belas igrejas da Ceilândia.

_____________________________
CAMINHADA DA PARÓQUIA HOJE
_____________________________


No dia 21 de janeiro de 2009 chega a nossa paróquia Frei Aclísio, assumindo a missão de pároco para juntamente com a comunidade dar continuidade aos trabalhos desenvolvidos referentes à caminhada pastoral, evangelizadora e administrativa. Trabalhando a favor do reino realizamos trabalhos em benefício da comunidade e ao nosso próprio beneficio espiritual.

As atividades desenvolvidas atualmente pela paróquia são:

De cunho pastoral: sendo as mais expressivas que desenvolvem trabalhos sociais e evangelizador.

Pastoral da criança: atendimento a 180 crianças acompanha-doas na pesagem, alimentação, preparo da mult mistura, xarope e acompanhamento as mães gestantes. Não atendemos mais por falta de recursos humanos e financeiros.
Vicentinos: atendimento a 55 famílias carentes, na oração do terço com os assistidos, entrega de cestas básicas que tem o apoio da comunidade através de doações. Necessita de mais apoio de instituição igreja.
Pastoral da Saúde: assistências aos doentes, doações de medicamentos, visita a hospitais e entrega de eucaristia, celebrações aos doentes a cada II domingo do mês.
Pastoral do Batismo: realização de palestras para pais e padrinhos, temos a média de 15 batismos por mês. A comunidade sente o peso da exigência da diocese.
Pastoral Familiar: realização dos casamentos comunitários, cursos de noivos, semana nacional da família, congresso familiar e reuniões para crescimento espiritual da própria equipe.

De cunho Evangelizador

Catequese: trabalhamos na evangelização na media de 350 pessoas, incluindo jovens adolescentes, crianças e adultos. Formação para catequista, escola e semana catequética, cursos para novos catequista, missa voltada para catequizandos.
RCC: reza do terço nas famílias, intercessões, pregações, realizações de seminários com durações de 3 meses.
Círculos Bíblicos: novenas e missas nas famílias, encerramento de cada novena na comunidade paroquial, animação do mês da bíblia com elaboração de livros específicos pelo o cpp e encerramento com missa campal, sendo que no ano de 2008 não houve o encerramento à nível das três.
Realização da via Sacra com a participação de mais ou menos 5000 pessoas, com encenação da paixão morte e ressurreição de Jesus.
Realização da festa da padroeira ( N. Sra. Aparecida. N. Sra. de Guadalupe e N. Sra. Aparecida), com tríduos, novenas e coroações. Este ano na festa da padroeira N. Sra. do Perpétuo Socorro houve pela primeira vez a participação de outros freis da província.
Realizações de encontros vocacionais, despertando jovens para descobrirem sua vocação.
Campanha natal sem fome, é um momento forte de evangelização e solidariedade onde a comunidade se reúne na arrecadação de alimentos em benefício as pessoas carentes.

De cunho administrativo:

Reinicio das obras do salão paroquial, evento para arrecadar fundos para a via sacra, almoço, baile das mães, baile do ECC, festas juninas, bazar etc. promoções e eventos em geral com o objetivo de dar continuidade as obras das comunidades. Apoio as pastorais em formações e retiros.

PERSPECTIVAS

  • Realização de casamento e batizados todos os meses nas comunidades;
  • Abrir turmas de catequese com crianças a partir de 8 anos de idade;
  • Investir mais na pastoral do dízimo para assim como devolução e evangelização evitarmos festas, eventos ou seja momentos promocionais.
  • Ter mais liberdade financeira para trabalharmos retiros, confraternizações, e as realizações de sacramentos.
  • Realização de festa da padroeira no modelo antigo como as quermesses.
  • Criar um momento jovem
  • Fortalecer Pastoral do idoso
  • Unificar a pastoral do batismo e família a nível paroquial
  • Desejo de ter uma equipe de liturgia forte orante e participativa
  • Entender melhor na prática o que é ser franciscano
  • Criar a pastoral da esperança
  • Mais formações e retiros espirituais
  • A volta do grupo esperança e vida que trabalham com os dependentes químicos
  • Termino das obras do salão paroquial e a do auditório
  • Construção do salão da comunidade N. Sra. de Guadalupe e centro catequetico
  • Construção da casa paroquial
  • Construção dos banheiros na comunidade Nossa Senhora Aparecida para melhor acesso da comunidade.

 

PASTORAIS/MOVIMENTOS DO PASSADO

1. Comissão Administrativa
2. CPP (Conselho Pastoral Paroquial)
3. Promoção e Eventos
4. Equipe de Coroinhas
5. Confraria a Nossa Senhora do Perpétuo Socorro
6. Apostolado
7. Dízimo
8. Catequese
9. Liturgia
10. Circulo Bíblico
11. Vicentinos
12. Ministros da Eucaristia
13. Pastoral do Batismo
14. Pastoral da Juventude
15. Pastoral da Familiar
16. Pastoral da Saúde
17. RCC (Renovação Carismática Católica)
18. OFS (Ordem Franciscana Secular)
19. Legião de Maria
20. Grupo Esperança e Vida
21. Curso de Noivos

PASTORAIS/MOVIMENTOS EXISTENTES HOJE

1. Comissão Administrativa
2. CPP (Conselho Pastoral Paroquial)
3. Promoções e Eventos
4. Apostolado da Oração
5. Dízimo
6. Catequese
7. Liturgia
8. Circulo Bíblico
9. Vicentinos
10. Ministros da Eucaristia
11. Pastoral do Batismo
12. Pastoral da criança
13. Pastoral da Família
14. Pastoral da Saúde
15. Pastoral do Idoso
16. Pastoral dos Músicos
17. Pastoral Vocacional
18. Pastoral da Comunicação
19. ECC (Encontro de Casais com Cristo)
20. Infância Missionária
21. RCC (Renovação Carismática Católica)
22. OFS (Ordem Franciscana Secular)
23. Grupo Jovem
24. Equipe do estacionamento

SACERDOTES QUE PASSARAM PELA NOSSA PARÓQUIA

Sacerdotes:

1. Frei Cirino João Primor
2. Frei Bernardo de Cansi
3. Frei Ludovico
4. Frei Cristóvão
5. Frei Nereu
6. Frei Onil
7. Frei Leodir
8. Frei Toninho
9. Frei Silvio Arminiato
10. Frei Cláudio Fumegalli
11. Frei Almir Webber
12. Frei José Domingos Tereza
13. Freio José Ferreira Pinto
14. Frei Antonio Castanheira
15. Frei Pedro Benício Ferreira Lopes
16. Frei Alfredo Sganzerla
17. Frei Jairo Silva de Lima

Párocos:

1. Frei João Pedro Vicenzzi
2. Frei Selito Joele Lorenzetti
3. Onil José Lorenzetti
4. José Basto da Silva
5. Oscar Lagni
6. Frei Aclísio Francisco Alves

Irmãos:

1. Frei Cosme
2. Frei Maurício
3. Frei Geraldo
4. Frei Juracy
5. Frei Vanderley
6. Frei João Manoel
7. Frei Clézio Menezes

______________________

QNN 18, Conjunto C, Casa 47
72220-183 - Ceilândia Sul-DF
Fones: (61) 3376-1423
E-mail: paroquiansps@hotmail.com


FRATERNIDADE NOSSA SENHORA DO PERPÉTUO SOCORRO

Frei Reinaldo dos Santos Pereira – Pároco
Frei Daniel Soares Galdino da Silva – Guardião, Ecônomo e Vigário Paroquial
Frei Edson Matias Dias – Vigário Paroquial e Estudante