Tamanho do Texto:
A+
A-

Frei Rubival Cabral nomeado novo Bispo da Diocese de Grajaú-MA

06/12/2016 - 21h15
O anúncio (em vídeo) foi feito na manhã desta quarta-feira (7), em Vitória da Conquista-BA

“Assim também vós, quando fizerdes tudo o que vos for mandado, dizei: Somos servos inúteis, porque fizemos somente o que devíamos fazer” Lc 17, 10 

Na manhã desta quarta-feira (7), o Vaticano anunciou o nome do novo Bispo da Diocese de Grajaú - MA, nomeado pelo Papa Francisco, sendo Frei Rubival Cabral Britto, 47, Frade Menor Capuchinho da Província Nossa Senhora da Piedade da Bahia e Sergipe.

Frei Rubival, nasceu em 21 de julho de 1969, na cidade de Jaguaquara-BA, filho de Rubens Alves Brito (In memoriam) e Maria de Lourdes Cabral Brito. Desde jovem tinha participação ativa na vida da igreja, como conta Zélia Maria de Almeida, que diz que ele “demonstrava grande interesse pelas coisas de Deus”. Em sua Paróquia, a Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, em Jequié, desde a juventude atuou na vida pastoral da igreja, participando de grupos como o JUEC, Apostolado da Oração, Pastoral da Criança e também atuou como coroinha, sempre manifestou o desejo de estar perto do Senhor.

Participou de um Encontro Vocacional da Diocese de Jequié em 1997, onde percebeu sua inclinação ao sacerdócio, porém em 1989, ao conhecer os Frades Capuchinhos em Jaguaquara, sentiu-se convidado a ser religioso Capuchinho. Em 1990, na cidade de Alagoinhas-BA, ingressou na Ordem dos Frades Menores Capuchinhos e em 1992, fez o ano do noviciado em Esplanada-BA, onde emitiu os primeiros votos de castidade, pobreza e obediência pelas mãos do então Ministro Provincial Frei Carlos Inácio de Souza.

Estudou Filosofia no Instituto de Teologia de Ilhéus, período no qual também se dedicou à pastoral vocacional, de modo a ajudar outros jovens a discernirem sua vocação. Na Universidade Católica do Salvador iniciou e concluiu a Teologia, período no qual prestou importantes serviços pastorais à comunidade de Valéria, na capital baiana. Frei Rubival é doutorando em Ciências da Educação através do Instituto Internacional de Educação na Faculdade de Humanidades e Artes da Universidade Federal de Rosário, na Argentina.

Foi ordenado sacerdote no dia 17 de dezembro 2000. Na Província exerceu diversos serviços, como Promotor Vocacional Provincial, Secretário Provincial, Ecônomo e Formador, Administrador Paroquial, Definidor Provincial para as Missões, Mestre de Noviços e entre 2007 e 2013, Ministro Provincial. Participou de uma missão em Benin – África. Atualmente trabalha na cidade de Vitória da Conquista, como Vigário da Paróquia Nossa Senhora de Fátima e Santo Antônio de Lisboa e é diretor do Colégio Paulo VI.

Sobre a Diocese

Segundo informações do site da Diocese de Grajaú, a Prelazia de São José de Grajaú foi criada em 10 de fevereiro 1922 pela Bula “Rationi congruit” do Papa Pio XI, desmembrada da então Diocese de São Luís do Maranhão. Foi confiada pela Santa Sé aos cuidados da Ordem dos Frades Menores Capuchinhos.

A 04 de agosto de 1981, pela Bula “Castellum Tratoports” do Papa João Paulo II, foi elevada a Diocese. A 09 de outubro de 1984, por Decreto da Sagrada Congregação para os Bispos passou a denominar-se Diocese de Grajaú.

A administração da Diocese: Administrador Apostólico: Frei Roberto de Castellanza, OFMCap (1922 – 1924). 1º Bispo Prelado: Dom Roberto J. Colombo, OFMCap (1924 – 1927). 2º Bispo Prelado: Dom Emiliano José Lonati, OFMCap (1930 – 1966). 3º Bispo Prelado: Dom Adolfo Luís Bossi, OFMCap (1966 – 1970). 4º Bispo Prelado e 1º Bispo Diocesano: Dom Valentino Lazzari, OFMCap (1971 – 1983). 2º Bispo Diocesano: Dom Tarcísio Sebastião Batista Lopes, OFMCap (1984 – 1986). 3º Bispo Diocesano: Dom Serafim Faustino Spreafico, OFMCap (1987 – 1995). 4º Bispo Diocesano: Dom Franco Cuter, OFMCap (1998). Frei Rubival Cabral será o 5° Frade Capuchinho Bispo Diocesano de Grajaú.

A cidade fica a 564km da capital maranhense, São Luís, e foi fundada em 1811. A área da Diocese tem limites com Diocese de Bacabal, Caxias do Maranhão, Coroatá, Balsas, Carolina, Imperatriz e Viana. A população estimada para a área territorial da Diocese, segundo senso de 2010/2013, incluindo povoados de outros munícipios é de 409.679 habitantes.

A ordenção será no dia 11 de fevereiro, em Vitória da Conquista-Ba.

Inscreva-se em nosso canal no YouTube: https://goo.gl/woQHtF
Siga nossa página no Facebook: https://goo.gl/iyZWd2

Fonte: Capuchinhos do Brasil /CCB

Por Frei Elton Caires Santos (Cúria Provincial)

Deixar um comentário