Tamanho do Texto:
A+
A-

Freis Jackson Barbosa e Mateus Venancio iniciam o período de Tirocínio

08/02/2018 - 18h37
Frades vivenciarão este tempo de tirocínio na Custódia do Amazonas e Roraima

Nestas breves linhas, queremos relatar um pouco da nossa chegada à Custódia do AM-RR da Ordem dos Frades Menores Capuchinhos e as primeiras impressões nestas terras amazonenses.

Frei Mateus e eu estávamos em Brasília-DF, em nossa Cúria Provincial, aguardando ansiosos pelo dia da viagem para Manaus-AM. Até que no dia 02 de fevereiro, numa manhã chuvosa na capital federal fomos ao aeroporto, junto com o nosso Frei Messias, que também estava viajando, mas para São Luís-MA.

Após os procedimentos obrigatórios no balcão da companhia aérea, tivemos a surpresa de reencontrar o nosso confrade José Carlos (licença da Ordem), que estava acompanhando alguns familiares por lá. Conversamos e nos dirigimos ao portão de embarque.

Por volta do meio-dia e quarenta, nosso avião decolou, num voo direto para Manaus. Foi um voo turbulento. Muitas nuvens e muita chuva durante o trajeto. Não conseguíamos ver nada pela janela, a não ser as nuvens carregadas.

Nosso voo chegou por volta de 13h20, dada a diferença de fuso horário (-2h em relação a Brasília, durante o horário de verão). Ao sair do avião, tive (Frei Jackson) uma grata surpresa ao reencontrar uma amiga de longo tempo, do período da Juventude Franciscana, que reside em Curitiba, mas que estava naquela ocasião em Manaus. Uma felicidade só.

Ao desembarcamos, os freis Mario Ivon (Vigário Custodial), Felipe e Roberto nos aguardavam tão ansiosos como nós. Foi aquela alegria, marca registrada dos Capuchinhos. Seguimos de imediato para o Convento São José de Leonissa, bairro do Coroado, Zona Leste de Manaus, local do retiro da custódia e da assembleia que começaria na semana seguinte.

Ao chegarmos, almoçamos e nos dirigimos ao auditório para as devidas apresentações. Fomos muito bem recebidos. Penso que isso deve ficar bem registrado. Os irmãos nos receberam com tamanho carinho que ficou marcado como a primeira e grande impressão: a ótima acolhida dos irmãos.

Os dias se passaram, o calor-úmido, característico daqui aumentou, o retiro terminou e a assembleia começou. Neste meio tempo, tivemos a graça de participar da celebração eucarística de profissão perpétua do nosso irmão Frei Marcos Darlan, na Igreja São Sebastião, no Centro de Manaus, ao lado do conhecidíssimo Teatro Amazonas.

Enfim, conhecemos os confrades de nossas respectivas fraternidades e das demais presenças na Custódia, bem como os projetos desenvolvidos, apresentados durante a Assembleia Custodial.

Destaco aqui a acolhida calorosa e afetuosa por parte do Ministro Custodial, Frei Carlo Maria, além da presença do Ministro Provincial da Úmbria, Frei Matteo Siro.

Contamos com a oração de todos para este tempo do tirocínio, até então de boas experiências.

Abraços.
Paz e bem!

Fonte: Capuchinhos do Brasil /CCB

Por Frei Jackson dos Santos Barbosa (Serviço de Animação Vocacional)

Deixar um comentário