Tamanho do Texto:
A+
A-

Jovens formandos concluem o primeiro ano do postulado em Tangará da Serra

16/12/2017 - 14h54
9 jovens concluem o primeiro ano do postulado e são aprovados para o segundo ano em Cuiabá

Após o retiro de conclusão desta etapa, aconteceu a celebração de encerramento da etapa do Postulado I, no dia da Solenidade da Imaculada Conceição, Rainha e Padroeira da Ordem Franciscana, na sexta-feira, 08 de dezembro.

A Celebração Eucarística foi presidida por Frei Gilberto Bedin, Vigário Custodial e concelebrada pelos freis da Fraternidade Nossa Senhora Aparecida de Tangará da Serra – MT. O Formador, frei Hélio Meireles, deu boas vindas ao Vigário Custodial, aos freis da Fraternidade e aos fiéis que estavam presentes.

Juntamente com jovens os postulantes, marcou presença também o Serviço de Animação Vocacional, os Amigos dos Freis Capuchinhos, Colaboradores nos Estudos Formativos, benfeitores e demais fiéis das paróquias Nossa Senhora Aparecida e Santa Terezinha.

Na ocasião, durante a homilia, Frei Carlos Zagonel que foi o pregador do retiro de encerramento do Postulado I e também o encarregado da reflexão da Palavra de Deus, ressaltou para os postulantes:

“Vocês devem ser os defensores e propagadores da devoção da Imaculada Conceição. Pois ela é Rainha e Padroeira da Ordem Franciscana. Se confiarem na intercessão da Virgem Maria serão excelentes Capuchinhos”.

E acrescentou: “Deus inspirou Duns Scotus, um franciscano simples, mas sábio para que defendesse a tese do dogma da Imaculada Conceição na qual ele argumentava diante dos que pensavam de forma contrária a escola franciscana; Deus convinha, podia e, portanto, fez”.

Também houve a benção e entrega de sandálias aos postulantes, frei Hélio Meireles recordou a chegada dos Capuchinhos em Primeira Cruz, no Estado do Maranhão; a chegada dos Capuchinhos franceses em Garibaldi, no Estado do Rio Grande do Sul e, a chegada dos Capuchinhos gaúchos nos estados de Mato Grosso e Rondônia. Ressaltou que as sandálias recordam a missão dos Capuchinhos que está no coração da Ordem.

Tendo concluído a Celebração Eucarística, foi servido um coquetel; reforçando assim os laços de amizade entre as pessoas presentes.

Fonte: Capuchinhos do Brasil /CCB

Por Frei Diego de Souza Freitas (Convento São Francisco das Chagas - Pós-noviciado)

Deixar um comentário