Tamanho do Texto:
A+
A-

Capuchinhos gaúchos emitem nota sobre atual realidade brasileira

11/09/2017 - 10h15
Osmais de 170 frades da provincia gaúcha, preocupados com a atual política do Brasil publicam nota

Durante o 24º Capítulo Provnicial, os mais de 170  Capuchinhos emitem nota sobre a realidade política e econômica do Brasil, e reiteram compromisso  com a justiça, democracia, e denunciam o desmonte do Estado. Veja a nota na íntegra.

 

CARTA ABERTA DOS FREIS CAPUCHINHOS DO RIO GRANDE DO SUL

“PRATICAI O DIREITO E A JUSTIÇA” (Pv 21,3)

Nós, Freis Capuchinhos do Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Rondônia e Haiti, reunidos de 4 a 8 de setembro, em Garibaldi, para a Assembleia eletiva trienal, na semana da pátria, preocupados com a atual situação política, econômica e social brasileira, sensíveis ao clamor dos vulneráveis, consideramos:

1º O pesado fardo imposto aos vulneráveis, através de reformas que beneficiam os ricos e que fazem crescer o número dos pobres, clama aos céus.

2º Por detrás da corrupção revelada, diariamente, justificam-se medidas que impõem fome aos trabalhadores;

3º. Causa-nos apreensão o desmonte/privatização do Estado como cortina de fumaça para justificar o enriquecimento de minorias abastadas.

4º Povo Brasileiro é hora de somarmos forças com as organizações da sociedade civil, porque é delas que podemos esperar mudanças substanciosas que contemplem os anseios populares.

Ordem é o povo não passar fome. Progresso é o povo feliz!

Maior é o que serve. Perde a autoridade quem impõe pesados fardos ao povo, buscando privilégios à custa da fome e da necessidade do bom povo brasileiro.

Povo brasileiro, nossa dignidade será preservada se formos à rua de forma pacifica e organizada, para dizer “quem não vive para servir, não serve para viver”.

Que a Mãe Aparecida, padroeira do Brasil, ilumine o povo

Brasileiro, para que preserve nossos direitos de vida e dignidade.

Senhor, ouvi-nos e atendei-nos!

Frades Menores Capuchinhos do Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Rondônia e Haiti

 

Garibaldi, 08 de setembro de 2017

Fonte: Capuchinhos do Brasil /CCB

Por Comunicação RS (Fraternidade São Sebastião)

Zenaide Bicalho
11 de setembro de 2017
"Quem não vive para servir, não serve para viver". É muito forte isso. Mas é preciso usar termos desse gênero para despertar certas alienação.
Diógenes Ioris
11 de setembro de 2017
Bravos!
ANTONIO CELSO BOARO FILHO
11 de setembro de 2017
PARABÉNS PELA CARTA
Ivan Brugalli
11 de setembro de 2017
Parabéns a todos os freis que assinaram este manifesto ..realmente a Ordem é o povo não passar fome. Progresso é o povo feliz! Certamente meu povo brasileiro, nossa dignidade será preservada se formos à rua de forma pacifica e organizada, para dizer “quem não vive para servir, não serve para viver”. #PazeBem
Maeth Boff
11 de setembro de 2017
Estamos hoje em estradas diferentes, mas a meu modo e sem maiores pretensões, procurando seguir os passos de Francisco. Parabéns por essa mensagem cheia de fé, humildade e coragem. Que a paz nos acompanhe!
Muito bom e corajoso gesto profético. Estamos juntos. Ir. Helena Corazza, SEPAC/Paulinas
11 de setembro de 2017
Muito bom e corajoso gesto profético. Estamos juntos. Ir. Helena Corazza, SEPAC/Paulinas
Nelva T. Tormen Longo
11 de setembro de 2017
Parabéns pela postura. É esta a Igreja que devemos se!!. E são lideranças assim que nós, leigos, precisamos ver nos conduzindo. Deus os abençoe!
Deixar um comentário