Tamanho do Texto:
A+
A-

Freis Capuchinhos participam de Mutirão Missionário da Vida Religiosa Consagrada em Rondônia

12/09/2018 - 21h18
“Saiamos de pressa ao encontro da vida”.

Inspirados pelo lema “Saiamos de pressa ao encontro da vida” e motivados pelos 50 anos da Conferência Episcopal de Medellín, dos dias 7 a 9 de setembro, aconteceu em Jaci-Paraná, distrito de Porto Velho (RO), o primeiro Mutirão Missionário das Novas Gerações da Vida Religiosa Consagrada do regional de Porto Velho.

Participaram deste mutirão dezoito jovens religiosos e religiosas, dentre eles 10 Frades Capuchinhos, 3 Missionárias Combonianas, 2 Ursulinas, 1 Irmãs Franciscanas do Coração de Jesus, 1 Pequenas Irmãs Missionárias da Caridade, 1 Irmãs do Sagrado Coração do Verbo Encarnado. Foram acolhidos pela comunidade São Francisco de Assis da área missionária de Jaci-Paraná, coordenada pelo Pe. João Toledo da Silveira, da paróquia São João Bosco (Porto Velho) e Ir. Tania de Oliveira (Distrito de Nova Mutum).

Durante os três dias, juntamente com a juventude da comunidade, foram realizadas visitas às famílias, convivência com a comunidade local, participação na festa da primavera promovida pelas quatro comunidades que compõem a área missionária, presença no almoço/leilão beneficente ao Hospital do Câncer e interação e integração com as diversas realidades da comunidade.

Conforme o padre João:

“a comunidade local, passa por diversas situações, de maneira especial os impactos causados pelas Usinas: Girau e Santo Antônio. Girau, com o término das obras deixou grande número de desempregados e, Santo Antônio, atinge o distrito com alagamentos, inclusive o local da igreja São Francisco”.

 

Com a missão de ouvir e de levar uma palavra de apoio, os religiosos e as religiosas das Novas Gerações foram um sinal profético, levando esperança e fé às famílias e a toda comunidade, encorajando diante das dificuldades que estão enfrentando. Esta missão teve seu encerramento com a celebração da Santa Missa no domingo às 16 horas.

Por Frei Claditon Marcelo Becker, OFMCap.

Fonte: Capuchinhos do Brasil /CCB

Por Frei Diego de Souza Freitas (Convento São Francisco das Chagas - Pós-noviciado)

Deixar um comentário