Tamanho do Texto:
A+
A-

Comunidade paroquial promove Encontro da Campanha da Fraternidade 2018 em Tangará da Serra

19/02/2018 - 00h11
Freis Capuchinhos e comunidade paroquial refletem tema da Campanha da Fraternidade 2018.

Aconteceu no dia 17 de fevereiro, na Igreja Matriz Nossa Senhora Aparecida, o Encontro da Campanha da Fraternidade 2018, com a presença da fraternidade dos freis capuchinhos, das comunidades da paróquia, pastorais, movimentos, representantes de entidades, órgãos ligados ao setor de segurança pública, bem como a sociedade de modo geral.

O tema da CF 2018 deste ano, ressaltou o pároco frei Hélio, é “Fraternidade e Superação da Violência” e o Lema: “Vós Sois Todos Irmãos” (Mt 23,8), convoca a recuperar a fraternidade entre nós, em nossas famílias, em nossa comunidade e na nossa cidade. Somos motivados a buscar caminhos e meios para a superação de toda forma de violência, promovendo a cultura da paz, da reconciliação e da justiça, à luz da Palavra de Deus, como caminho de superação da violência.

O encontro iniciou com a oração da Campanha da Fraternidade e terminando com a oração de São Francisco de Assis. Foi conduzido pelo pároco Frei Hélio Aparecido e por João Paulo, que falaram do texto base que é constituído de três pilares: “Ver, julgar e Agir”, e passando a visão geral do tema da CF 2018.

Foram convidados profissionais da Comunidade que dominam o tema; o Major PM Jony César Ramos Barros e a Diretora do Grupo Univida Santa Cruz, Greice Mara da Cruz que falaram sobre a atuação do cidadão e para que compreendam o espírito que rege a Campanha.

Foi apresentado um teatro pelo grupo de jovens da comunidade Cristo Rei, onde foi abordado o tema da violência nas escolas.

Ao final frei Hélio explicou as ações que serão desenvolvidas, dentro da paróquia, na cidade ou onde for oportuno para auxiliar o desenvolvimento e sucesso da Campanha da Fraternidade. Sendo fundamental que os envolvidos tomem a iniciativa dessas ações, para que o que foi abordado nas reflexões, seja consolidado e fique na memória como um Ato da Paz e ganhe as ruas, mentes e corações para que se possa superar a violência.

Por Mariza Meyer.

Fonte: Capuchinhos do Brasil /CCB

Por Frei Diego de Souza Freitas (Convento São Francisco das Chagas - Pós-noviciado)

Deixar um comentário