Tamanho do Texto:
A+
A-

Paróquia capuchinha realizou Missa em apoio aos caminhoneiros em Tangará da Serra - MT

02/06/2018 - 23h55

Foi celebrada uma missa em solidariedade aos caminhoneiros que estão em luta por seus direitos através da paralisação nacional da categoria, onde reuniu centenas de pessoas na noite de terça-feira (29/ maio), em Tangará da Serra – MT.

Com início às 18 horas, a Santa Missa foi presidida pelo pároco Frei Hélio Aparecido dos Santos, juntamente com os frades da fraternidade local, frei Alceu, frei Nelson e frei Hélio Meireles, da Fraternidade Nossa Senhora Aparecida. Este momento celebrativo contou com o apoio da população tangaraense, além de grande número de caminhoneiros, cujos veículos estão estacionados, desde o início da paralização.

Estamos aqui reunido pela fé, não por alguns centavos, mas por toda uma causa (...)”, iniciou frei Alceu Boniatti, que convidou todos os presentes a fazerem uma oração. “Deus ilumine essa categoria, e os governantes do Brasil; Deus que venha do alto a vossa iluminação, para iluminar os caminhoneiros e os nossos governantes; Deus iluminai a todos nós cidadãos que estamos também sofrendo por uma causa justa. Amém!”

Somos todos parceiros e estamos todos juntos, e com a graça de Deus nós vamos ver acontecer nesse país uma ação diferente abençoada por Ele (...), e continuou; “Trago em Deus essa sabedoria, para também em tempo propício, esse movimento que foi iniciado tão bonito, seja vivido nessa prudência de Deus, para nos conduzir a nós como população para de fato nascer uma realidade nova. Que Deus os abençoe e contem com nossas orações, que na cabine do caminhão de vocês, e nós sabemos da fé que tem em Deus, Nossa Senhora e São Cristóvão, estejam sempre lá, e que esta mesma fé faça comover o povo, mas fazer nascer um novo país pela atitude nossa, Deus os abençoe.”", disse frei Hélio Aparecido.

Na santa missa também ocorreu a “benção das chaves” para todos os caminhoneiros presentes.

Após o encerramento da missa, como um ato de fé, a população retornou para casa de forma organizada e sem incidentes, outros se dirigiram até os pontos de concentração, onde seus colegas caminhoneiros permaneceram mobilizados. Os caminhoneiros comentaram a realização da missa, e aprovaram a iniciativa e agradeceram a todos que se fizeram presentes com suas orações em favor deles.

Por Mariza Meyer.

Fonte: Capuchinhos do Brasil /CCB

Por Frei Diego de Souza Freitas (Convento São Francisco das Chagas - Pós-noviciado)

Deixar um comentário