selecione uma data
23/10
14/09/2018

Bem-aventurado Luis Sasanda

Sacerdote e mártir no Japão, da Primeira Ordem (+1624). Beatificado por Pio IX no dia 7 de julho de 1867.

 

Luís Sasanda, martirizado no Japão, nasceu em uma família cristã japonesa. Seu pai, Miguel, foi martirizado em Yendo por causa de sua fé católica.

Desde 1603, pela sua santidade de vida e, especialmente, por sua piedade excepcional, foi um dos discípulos favoritos do franciscano Luís Sotelo, a quem o seguiu em suas peregrinações. Em 1613, viajou com ele para a Espanha, onde foi recebido na Ordem dos Frades Menores, e depois foi também para a Itália.

Ao visitar Roma, ficou muito impressionado com as grandes basílicas de São Pedro, São Paulo, São João de Latrão, Santa Maria Maior, as catacumbas, o Coliseu e outros monumentos do cristianismo, e voltou novamente ao Japão com o Beato Luís Sotelo e Luís Baba. Durante a estadia em Manila, nas Filipinas, foi ordenado sacerdote.

Em 1622, ele navegou junto com o Beato Luís Sotelo para o Japão em um navio japonês com destino a Nagasaki. Os marinheiros do navio, temendo serem acusados de transportarem missionários (as leis em vigor desde 1614 puniam severamente), os denunciaram às autoridades de Nagasaki. Estes os colocaram na prisão Omura, onde sofreram por cerca de dois anos, pela estreiteza do espaço e exposição às intempéries, e pela escassez e má qualidade da comida e falta de higiene. Na mesma cela foram recolhidos também Pedro Vasquez e Miguel Carvalho.

Durante a prisão, Luís Sasanda foi submetido várias vezes a fortes pressões para que renunciasse a fé, mas apesar de lisonjeiras promessas, permaneceu firme na fé em Cristo.

Em 24 de agosto de 1624, ele foi informado da sentença de morte. Na manhã seguinte, com uma corda em volta de seu pescoço foi levado em um barco até Focó, próximo a Scimbara. Ali foi amarrado e queimado vivo, enquanto rezava. Suas cinzas foram espalhadas ao mar.

 

Fonte: “Santos Franciscanos para cada dia”, Ed. Porziuncola.