Que Fazemos

PREVENÇÃO

O melhor remédio para a Aids é a prevenção. A melhor forma de prevenção é a informação. Ela possibilita também vencer o preconceito, a discriminação. O trabalho pretende evitar novas infecções, fazendo a informação chegar antes que o vírus.

ASSISTÊNCIA

Graças ao trabalho dos voluntários, a Casa pode oferecer serviços que contribuem na melhoria da qualidade de vida: massoterapia, pediatria, consulta enfermagem, reiki, psicologia, recreação infantil, corte de cabelo... Também é possível encaminhar documentos, marcar consultas e exames. Além disso, a Casa oferece suporte alimentar e grupos de adesão ao tratamento.

REESTRUTURAÇÃO DOS LAÇOS FAMILIARES

Acentua a importância de ter uma referência familiar, grupal ou comunitária. Através das visitas domiciliares e hospitalares procura-se reintegrar as pessoas favorecendo a convivência. A Casa oferece também a possibilidade de participar de Grupo de Convivência, todas as tardes, onde acontece a partilha da vida, troca de experiência e aprofundamento de temas ligados à Aids e seu tratamento.

REINSERÇÃO SOCIAL

Trabalha a pessoa para que se perceba participante da sociedade, útil, viva. Através de cursos e capacitações buscam-se formas de inserir as pessoas no processo produtivo, ajudando-as a gerar renda para sustento próprio e da família.

Membros da Casa Fonte Colombo participam do:

  • Comitê de Mortalidade da Aids do Município de Porto Alegre;
  • Grupo de Trabalho Aids e Religião do RS;
  • Comissão Regional de Assistência Social;
  • Comissão de DST Aids do Conselho Municipal de Saúde de Porto Alegre;
  • Coordenação Nacional da Pastoral de DST/Aids - CNBB;
  • Fórum Ong/Aids RS;