Tamanho do Texto:
A+
A-

Após grave terremoto, Capuchinhos do Equador pedem ajuda financeira e humanitária

19/08/2017 - 04h57
O apelo foi publicado por Rodolfo Erburu, missionário Capuchinho no Equador

Um novo terremoto de 6.1 de magnitude atingiu a costa do Equador por volta de 5h30 (horário local) desta quarta-feira (20). O epicentro foi a 214 km da capital, Quito, segundo Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS). No sábado (15), um tremor deixou pelo menos 480 mortos.

Os Capuchinhos do Equador publicaram uma nota informando como ajudar as vítimas do terremoto. Confira alguns trechos:

Uma das atitudes mais importantes é a chamada das autoridades civis e eclesiásticas para envolver, a todos nós, solidariedade contra essa grande catástrofe .

Para aqueles que vivem em países fora do Equador, é importante enviar mensagens de solidariedade, encorajamento e proximidade.

As próximas semanas serão críticas para a saúde das pessoas afetadas: vacinas, repelentes de insetos para adultos e crianças; garrafas, leite em pó, fraldas, comida para bebê. É necessário também que ajuda chegue além de centros populacionais mas também alcance as pequenas cidades e aldeias pobres.

Um grupo de psicólogos e professores da Universidade dos Capuchinhos em Pasto CESMAG (Centro de Estudos Avançados Maria Goretti - Colômbia), está empenhado em acompanhar e entreter as crianças durante os longos dias de inatividade, bem como outros profissionais e grupos voluntários que se juntam a este trabalho.

A Igreja dos Capuchinhos de Portoviejo está precisando de ajuda em sua estrutura e também requer alguns produtos. O dinheiro é necessário para cobrir as necessidades imediatas.

A reconstrução de milhares de casas é um desafio incontornável excede a capacidade da nação. Entretanto, com firmeza, perseverança e apoio, vamos seguir em frente.

O SERCADE (Serviço de Desenvolvimento Capuchinho) fornece uma conta bancária disponível para receber ajuda.

BANKIA
ES31 2038 1056 28 6001011249

 


Com informações cedidas pelo site dos Capuchinhos no Equador, da Cúria Geral dos Capuchinhos em Roma e do Portal G1 (informações sobre o terremoto)

Fonte: Capuchinhos do Brasil /CCB

Por Paulo Henrique (Cúria Provincial - Província dos Capuchinhos de São Paulo)

Deixar um comentário
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do.