Tamanho do Texto:
A+
A-

Religiosos e leigos participam do 'Curso Franciscano de Verão 2017'

26/07/2017 - 17h39
O curso, realizado pelo Centro Franciscano de Espiritualidade, acontece de 8 a 28 de janeiro, em São Pedro - SP

30 pessoas, entre religiosos e leigos, estão reunidos desde o dia 8 de janeiro no Seminário Santo Antônio do Alto da Serra, na cidade de São Pedro, interior de São Paulo, para participar do tradicional Curso Franciscano de Verão. Com objetivo de oferecer formação sólida sobre as Fontes e a Espiritualidade Franciscana, o curso foi fundado há 9 anos por Frei José Carlos Corrêa Pedroso, importante estudioso do Franciscanismo, falecido no início de 2015.

Os participantes do curso aproveitam o período das férias de janeiro para dedicar-se aos estudos. O curso tem duração aproximada de um mês, por isso exige deles uma maior dedicação no aprendizado. Os alunos fazem questão de reiterar a ‘leveza das aulas’, que são dinâmicas e sempre expositivas.

Nesta primeira semana de aulas o professor da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, Leandro Rust, leciona história. “A história de Francisco é ideal para compreender o mundo ao qual pertencemos”, diz ele. Frei Aldir Crocoli, Capuchinho da Província do Rio Grande do Sul, lecionando sobre as Fontes Franciscanas, destacou a variedade de congregações religiosas no curso e falou da presença dos leigos: “temos que apostar neles para a condução da Igreja. Nós, religiosos, estamos a serviço deles, por isso a participação dos leigos aqui é essencial”.

Para Frei Marcos Roberto Rocha de Carvalho, Capuchinho da Província de São Paulo e diretor do curso, temos que “retornar as fontes”. “Para sermos um sinal Franciscano no mundo e na Igreja, precisamos conhecer as nossas origens”, disse ele.

Frei Gerson MercêsEsta é a primeira edição do curso que acontece no Seminário Santo Antônio desde que Frei Gerson Mercês assumiu como guardião (frade responsável) do espaço. “Estamos de portas abertas para receber todos”, disse Frei Gerson.

O curso vai até o dia 28 e por lá ainda devem passar outros alunos e professores, como Frei Vitório Mazzuco, da Ordem dos Frades Menores, outro importante nome dos estudos franciscanos.

Fonte: Capuchinhos do Brasil /CCB

Por Paulo Henrique (Cúria Provincial - Província dos Capuchinhos de São Paulo)

Deixar um comentário
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do.