Tamanho do Texto:
A+
A-

Capuchinhos intensificam missões populares no Sul do Brasil

26/07/2017 - 17h40
As pregações iniciaram em março e se estendem até dezembro, nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná
As Missões Populares pregadas pelos freis da Província do Rio Grande do Sul, iniciou no mês de março no município de Cerro Largo. O calendário deste ano se estende até dezembro com visitas em nove municípios, treze paróquias e em três estados. É um tempo forte de evangelização, um tempo de parar, pensar, rezar, perdoar, renovar a vida e um momento de congregar e unificar as comunidades com um novo redimensionamento às lideranças.

As missões populares visam colaborar com as comunidades em sua caminhada no processo de reanimação, incentivando e fortalecendo tudo o que já existe de bom, abrindo novas perspectivas para a vida comunitária, de conformidade com os tempos e lugares, levando em consideração o plano pastoral da Diocese e da paróquia. As missões populares se destinam à comunidade e não a classes e instituições sociais.

Calendário

O calendário segue com missões entre os dias 22 de abril a 07 de maio, na Paróquia de Nossa Senhora Auxiliadora em Campestre da Serra. De 16 de maio a 18 de junho em Lauro Müler, em Santa Catarina, na paróquia Imaculado Coração de Maria. De 08 a 18 de junho na paróquia São João Batista em Bouqueirão do Leão, no Rio Grande do Sul e de 12 de agosto a 10 de setembro, na Paróquia São João Batista, Sagrado Coração de Jesus e São Luiz Gonzaga, em Sapiranga. Entre 16 de setembro a 01 de outubro na Paróquia Nossa Senhora do Rosário em Farias Lemos, Bento Gonçalves. De 13 de outubro a 05 de novembro, nas paróquias São José, São Sebastião, São Pedro e São Paulo, em Pontal, no Paraná. De 10 a 19 de novembro em André da Rocha, na paróquia São Sebastião e 01 a 17 de dezembro, na paróquia São João Bosco e Maria Mãe da Igreja, em Curitiba no Paraná.

Etapas

Dois a três meses antes da missão acontece o primeiro encontro na paróquia entre os missionários e os agentes de pastoral das comunidades da Paróquia. A partir dessa reunião encaminha-se a preparação de equipes de trabalho para a missão: liturgia, grupos de reflexão, propaganda e organização e começa-se um tempo forte de sensibilização para a pré-missão.

Pré-missão 

Um mês e meio a dois meses antes de começar a missão. O missionário visita todas as comunidades. Com o povo reunido dá uma visão de como serão realizadas as missões nas comunidades. Explica a função das quatro equipes para preparar as missões: liturgia, grupos de reflexão, propaganda e organização. Apresenta o livrinho: "Preparai os caminhos do Senhor" que contém quatro encontros para os grupos de reflexão, quatro celebrações comunitárias e o tríduo preparatório das missões.

Missão

Com a chegada dos Frades Missionários na Paróquia, faz-se uma reunião com o pároco. A reunião visa apresentar algum elemento significativo ou novo da paróquia.

Metodologia

As missões apresentam uma metodologia que envolve celebrações da Eucaristia e da Palavra e pregações com símbolos, palestras expositivas, encenações bíblicas adaptadas à realidade do nosso tempo, muita animação com cantos e momentos de oração e silêncio, atendimento individual e confissões. Visita aos doentes, valorização da religiosidade popular: procissão luminosa, bênção da saúde e bênçãos diversas.

Pós-missão

É a terceira etapa das missões. Acontece mais ou menos um mês após a missão. Compreende, normalmente, alguns cursos de formação e treinamento para lideranças: liturgia, catequese, coordenadores de grupos de reflexão, pastoral da juventude e Conselho de Pastoral Comunitário (CPC).

Fonte: Capuchinhos do Brasil /CCB

Por Frei João Carlos Romanini (Frat. Imaculada Conceicao)

Deixar um comentário
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do.