Tamanho do Texto:
A+
A-

Freis capuchinhos celebram 35 anos de presença em Tangará da Serra

04/10/2018 - 14h27
A Paróquia Nossa Senhora Aparecida, celebra seu Jubileu de 50 anos de Criação e de 35 anos de presença dos Frades Menores Capuchinhos.

No dia 26 de setembro, foi celebrado os 35 anos da chegada dos Freis Capuchinhos a Tangará da Serra, com missa presidida pelo pároco Frei Hélio dos Santos, e concelebrada por Frei Miguel de Biasi (vindo do Rio Grande do Sul) e Frei Elizeu Menegatti (superior dos Freis no Mato Grosso e Rondônia) e demais freis do Mato Grosso e Rondônia.

No ano de 1983, os Freis Capuchinhos do Rio Grande do Sul, assumiram a paróquia. Os primeiros missionários que assumiram esta missão foram, Freis Constantino Deon, Natalino Vian e Elizeu Menegatti, que chegaram no dia 14 de dezembro. Desde então muitos Freis passaram por Tangará da Serra, deixando seus ensinamentos, belos testemunhos e contribuindo para o crescimento da Comunidade Paroquial.

Graças aos Freis Capuchinhos, que souberam alegrar a todos com o jeito simples e humilde, foi conduzido um trabalho de excelência na evangelização paroquial.

“Os freis são, sem dúvida, a presença do Cristo Ressuscitado, pois, foram e são instrumentos vivo de paz e de amor ao próximo a exemplo de São Francisco de Assis. Felizes somos sós, membros desta paróquia, por termos contado com a presença desses queridos Freis durante todos esses 35 anos”, testemunhou uma paroquiana.

 

A celebração foi um momento festivo, com a participação de muitos fiéis, que mararam presença para homenagear e agradecer aos freis por sua tão importante presença entre o povo. Como demonstração do carinho e gratidão pela bela trajetória de 35 anos em Tangará da Serra os freis receberam uma linda bolsa que é o símbolo da sua missão.  

 

"A paróquia agradece por tudo que eles fizeram e ainda fazem de bom, por toda dedicação, pelo sim de cada frei ao trabalho missionário. Que Deus os abençoe e conserve sempre com um olhar misericordioso, cheio de bondade e gratidão”, disse uma liderança da comunidade.

 

Por: Mariza Meyer.

 

 

 

 

Fonte: Capuchinhos do Brasil /CCB

Por Frei Diego de Souza Freitas (Paróquia Nossa Senhora Aparecida)

Deixar um comentário