Tamanho do Texto:
A+
A-

Os Capuchinhos: 490 anos de missão junto ao povo

03/07/2018 - 11h50
Em 03 de Julho de 1528 o Papa Clemente VII aprovava o jeito de viver dos Franciscanos Capuchinhos

A Ordem dos Frades Menores Capuchinhos faz memória hoje, 03 de julho, da sua aprovação oficial na Igreja. Em 1528 o Papa Clemente reconheceu os Capuchinhos como sendo verdadeiramente pertencentes à Ordem fundada por São Francisco de Assis.

por, J. BenlliureA Ordem  Franciscana viveu um tempo de constantes transformações no decorrer da história. Ainda hoje o jeito de ser Franciscano nos apresenta diversas possibilidades de atuar na sociedade como irmãos menores. 

A Ordem dos Frades Menores surgiu em 1209, mas só teve um reconhecimento oficial da Igreja em 1223. Francisco de Assis, fundador da Ordem, desejava viver uma vida de simplicidade, conforme ouvira do evangelho que diz: “não levem ouro ou prata, nem sacola ou alforje, nem pão, nem bastão, nem tenham duas túnicas” (Mt 10,9-10). O Fundador, imbuído desse espírito missionário, após ouvir essas palavras do evangelho e entendendo-as mais claramente, enfatiza sua nova opção de vida: “é isso que eu desejo realizar com todas as minhas forças” (LTC 25).

por, MarkSatchwillDesde os primórdios da Ordem, Francisco de Assis, por inspiração divina, tinha a preocupação de viver segundo a perfeição evangélica. E alguns, por seu exemplo, também começaram a abraçar este mesmo ideal de vida: abandonando tudo, vivendo sem nada de próprio, amando os seus, sendo respeitoso e honesto com os irmãos numa vida de simplicidade e afetividade (cf. 1B 3).

Com o passar do tempo, muitas pessoas vieram até o Pobre de Assis, desejosas de se unirem a ele numa vida de entrega e penitência. Um ideal de vida tão elevado e tão amplo foi se espalhando por toda Itália, depois pela Europa e, por fim, pelo mundo. Alguns irmãos tinham o desejo de se aprofundarem na Teologia, outros queriam trabalhar com os serviços caseiros, outros ainda se consumiam de amor pelas missões. Nesses diversos aspectos e possibilidades que o carisma nos apresenta, foram surgindo diversas peculiaridades dentro da Ordem no seu modo de ser e viver.

Todavia, a regra proposta por Francisco era vista como dura demais por alguns irmãos. Ainda em vida, Francisco se deparou com discussões dentro da Ordem devido ao modo como os frades viviam. Alguns queriam se inspirar em outras regras como, por exemplo, as regras dos mosteiros. Iniciava-se aí uma crise na Ordem que iria durar por muitos séculos (cf. ROTZETTER, 1999). Mas Francisco insistia na inspiração divina que o conduziu para o caminho da simplicidade. Nos Capítulos da Ordem dos Frades Menores que foram realizados, diversas peculiaridades e possibilidades na forma de viver eram discutidos; entretanto, Francisco ainda não acolhia nada que estivesse fora de seu primeiro chamado (CAs 17-18).

A importância que Francisco atribuía à ação do Espírito Santo na vida dos irmãos e concomitantemente à Ordem (RB 10,9) pode ter colaborado para que as peculiaridades no modo de viver a Regra tenham sido acolhidas, também, como, sendo inspiração divina. Após a morte do Pobre de Assis, as discussões sobre a forma de viver e como viver se tornaram ainda maiores e mais intensas. Com o tempo, os irmãos passaram a possuir conventos e grandes construções. Antes de morrer, Francisco já havia autorizado o ensino da Teologia para os seus irmãos (CA).

Foi a partir desse cenário que foram surgindo diversos movimentos dentro da Ordem Franciscana. Entre eles temos os CONVENTUAIS, os OBSERVANTES e os CAPUCHINHOS. Frei Mateus de Baccio era do seio dos OBERVANTES e tinha o desejo de viver de forma itinerante na vida de pobreza e na mesma forma de vestir de Francisco, até então se dedicara ao cuidado dos enfermos, durante a epidemia de peste de 1523. Frei Mateus chegou a fugir do convento da observância para pedir pessoalmente ao papa para viver dessa forma.

Frei Mateus foi o irmão que deu início ao movimento CAPUCHINHO. Os Capuchinhos estavam interesados em recuperar o espírito missionário da ordem, recuperando o modelo de vestimenta usado por São Francisco, praticando a pobreza radical e a oração contemplativa.

A forma de viver dos CAPUCHINHOS teve aprovação oficial da Igreja no dia 03 de julho de 1528 com a bula "Religionis Zelus" do Papa Clemente VII. Os Franciscanos Capuchinhos, Conventuais e Observantes formam a Primeira Ordem fundada por São Francisco.Reconhecemos que todas as inciativas que ocorreram dentro da Ordem foram frutos do mesmo espírito que motivou Francisco a ser simples, pobre e menor. Em 2017, iniciou-se um processo de releitura da história da Primeira Ordem. Um caminho da reconciliação foi-nos apresentando enfaticamente pelo Papa Francisco, no dia 11 de abril de 2017. A partir daí os ministros gerais se sentiram ainda mais motivados a percorrer o itinerário da misericórdia que pode conduzir a Primeira Ordem a uma unificação futura.


Siglas e Abreviações conforme as Fontes Franciscanas, edição OFMConv:

LTC:Legenda dos Três companheiros
1B: Legenda Maior de Boaventura
CAs: Compilação de Assis
CA: Carta a Frei Antônio de Lisboa

Referência Bibliográfica:

BÍBLIA. Português. Bíblia do Peregrino. 2ª edição. São Paulo: Paulus, 2006.

FONTES FRANSCICANAS. Ordem dos Frades Menores Conventuais. Santo André, SP: Mensageiro de Santo Antônio, 2005.

OS CAPUCHINHOS, Fontes documentárias e narrativas do primeiro século. Cúria Geral da Ordem dos Frades Menores Capuchinhos.

ROTZETTER, Anton. Francisco de Assis, sua vida, seu programa, sua experiência mística. Arquivo pessoal.

Fonte: Capuchinhos do Brasil /CCB

Por Frei Douglas Leandro de Oliveira (Cúria MG)

Deixar um comentário