Tamanho do Texto:
A+
A-

Ordenação Presbiteral - Frei Alan Santana,OFMCap.

06/01/2020 - 20h01

Aconteceu no último sábado (04/01) às 18h, na cidade de Jaguaquara (Diocese de Jequié), região Sudoeste do Estado da Bahia, no Santuário Maria Auxiliadora pertencente aos Frades Menores Capuchinhos da Província da Bahia e Sergipe, a Celebração de Ordenação Presbiteral de Frei Alan Santana dos Santos, OFMCap.

Frei Alan Santana, é natural de Osasco-SP, mas, desde seus sete anos de idade reside em Jaguaquara, lugar de seus familiares. Nesta cidade, ele cresceu e foi educado na fé. Participando ativamente da vida eclesial, com destaque para a participação na JUFRA (Juventude Franciscana). Com acompanhamento e exemplo dos Frades Capuchinhos que pela Paróquia de Maria Auxiliadora passaram, foi se alimentando sua vocação franciscano-capuchinha.

Ingressando no ano de 2010 no Convento São Francisco, Alagoinhas. Residiu ainda em Aracaju, nas Fraternidades São Judas Tadeu e Santos Cosme e Damião. Realizou seus noviciado e emitiu seus primeiros votos na cidade de Bom Conselho, Pernambuco. Seus estudos acadêmicos (Filosofia e Teologia) foram realizados em Salvador. Sua Profissão Solene fora realizada em 2017, no Santuário Nossa Senhora da Piedade, em Salvador, onde também fora ordenado diácono, em agosto de 2019.

A frase inspiradora que o guiou nessa caminhada formativa, e com certeza o guiará sempre, são as palavras de nossa mãe Santa Clara, que nos diz, "abrace o Cristo pobre". Frase essa que escolherá por lema de sua Ordenação Diaconal e agora Presbiteral.

A celebração ocorreu com grande alegria. O Santuário Maria Auxiliadora estava repleto de paroquianos, amigos, familiares e confrades. O rito de ordenação fora presidido pelo Bispo Diocesano de Grajaú (Maranhão), Dom Frei Rubival Cabral Britto, OFMCap.

No dia seguinte (domingo), celebrou-se a Santa Missa às 19h, onde o neo-sacerdote, Frei Alan Santana, exerceu pela primeira vez a presidência do Sacrifício Eucarístico. Celebração está, com participação de vários Confrades e inúmeros paroquianos e amigos.

 

Fonte: Capuchinhos do Brasil /CCB

Por Frei Luan Vinhas (Cúria Provincial)

Deixar um comentário