Comissão de Comunicação

Em janeiro de 2014, durante reunião da CCB, em Belo Horizonte (MG), foi criada a Comissão de Comunicação da Conferência dos Capuchinhos do Brasil. Formado por um membro de cada circunscrição, para desenvolver o projeto de integração da comunicação institucional da Ordem dos Frades Menores Capuchinhos no Brasil.

Objetivos: Promover e instrumentalizar os frades na inclusão de uma cultura da comunicação. Promover debates, oficinas e estimular o uso das mídias para a evangelização e difusão do Carisma Franciscano-Capuchinho em vista da promoção vocacional.

Estimular a produção de conteúdos e publicação das atividades dos frades na missão pastoral, social, fraterna.

A comissão é a responsável pelo Projeto e desenvolvimento e aplicação da plataforma colaborativa do site www.capuchinhos.org.br e das circunscrições.

Atualmente a Coordenação da Comissão é composta pelos seguintes irmãos:
Presidente: Frei Diego Freitas (Brasil Oeste)
Vice-Presidente: Frei Douglas Leandro (Minas Gerais)
Secretário: Frei Saulo (Ceará-Piauí)
Vice-Secretário: Frei Dimitri (Amazonas-Roraima)
Provincial referêncial para comunicação

Coordenação da Comunicap

A COMUNICAP atua desde 2014 e, desde então, tem organizado numerosos encontros, nos quais tratou das seguintes temáticas: em 2014, a construção do portal e da intranet da CCB; a gestão das redes sociais, a comunicação institucional e a escrita jornalística; em 2015, o futuro da comunicação capuchinha; em 2016, o VIII CPO, a alfabetização midiática, o início do Atreva-se, a construção da narrativa institucional, a comunicação “de dentro para fora”; em 2017, a retomada do projeto Atreva-se e da REPAM – Rede Eclesial Pan-Amazônica, marketing no século XXI; em 2018, a discussão sobre o projeto Atreva-se e a reorganização da COMUNICAP, além dos estatutos legais; em 2019, o projeto Atreva-se e Internet na vida da pessoa consagrada.
Em Abril de 2019 Frei Pawel, responsável pela Comunicação da Cúria Geral, esteve com a comissão de comunicação dos Capuchinhos do Brasil.

Além dessa comissão, os franciscanos capuchinhos no Brasil estão historicamente envolvidos em obras de comunicação para a televisão, o rádio e os jornais. Do sul ao nordeste, quase 30 rádios são administradas pelos frades capuchinhos. Em todo o Brasil, os frades também estão envolvidos na publicação de artigos nos jornais e na apresentação de programas radiofônicos e televisivos.