Tamanho do Texto:
A+
A-

ALUNO DE HISTÓRIA DA UFRGS UTILIZA ACERVO DOCUMENTAL DO MUSCAP COMO FONTE DE ESTUDO

15/08/2019 - 10h58

O estudante do Curso de História, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Guilherme Maffei Brandalise apresentou em junho de 2019, o seu Trabalho de Conclusão de Curso que tem como título "ELES SE VANGLORIAM DE SER ÍNDIOS, E COM ESSE NOME QUEREM SER CHAMADOS": INDÍGENAS, CAPUCHINHOS E AS COLÔNIAS ITALIANAS NO NORDESTE DO RIO GRANDE DO SUL (1895-1918).

A monografia foi apresentada como requisito para obtenção do título de Licenciado em História pelo Departamento de História do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade, Brandalise foi orientado pelo Professor Dr. Eduardo Santos Neumann. E abordou como tema de estudo as relações entre indígenas Kaingangs, colonos italianos e frades capuchinhos, entre a chegada destes à Conde D'Eu (atualmente Garibaldi/RS), em 1896 e a fundação do aldeamento de Cacique Doble/RS, em 1910.

Foram analisadas fontes documentais produzidas pelos religiosos em suas incursões pelas colônias e na missão que estabelecem entre os indígenas de Fachinal e Caseros, a partir de 1904. Também foram pesquisados os jornais La Libertà e Il Colono Italiano. Fontes essas que integram o Acervo Documental e Fotográfico do Museu dos Capuchinhos do Rio Grande do Sul. Como resultado buscou amplificar as vozes indígenas nas fontes, a partir da constatação de que foram, por muito tempo, silenciadas.

O MusCap agradece a iniciativa do acadêmico em pesquisar um tema relacionado a História da Província dos Capuchinhos do Rio Grande do Sul. E ressalta que seu acervo está à disposição para consulta, mediante agendamento através do e-mail arquivo@muscap.org.br, telefone (54) 3220 9565 ou whatsapp (54) 99681 7733.

Fonte: Capuchinhos do Brasil /CCB

Por Biblioteca Museu Capuchinhos (Muscap)

Deixar um comentário