O “para sempre” é possível? - Profissão perpétua do Frei Marco Aurélio

O “para sempre” é possível? - Profissão perpétua do Frei Marco Aurélio

Profissão perpétua do Frei Marco Aurélio, OFMCap, em Curitiba, relembra a grande graça da consagração capuchinha

A vida capuchinha se caracteriza por ser uma consagração ao Senhor que insere o frei em uma aliança com Cristo, de modo que doando sua vida, em perfeição de caridade, vincula-se a Igreja para o louvor e glória da Santíssima Trindade.

A grandeza dessa consagração exige uma importante preparação. Por isso a formação para vida capuchinha é tão longa! Assim, após um criterioso caminho, os freis fazem sua Profissão Perpétua de forma solene, significando toda a beleza e profundidade desses votos que são para toda a vida.

O “para sempre” é muito tempo! Mas como acreditamos num Deus eterno, há homens chamados por Ele, dispostos a ser consagrados para sempre, por toda a vida!

Assim foi com frei Marco Aurélio de Lara, que emitiu sua profissão perpétua na Ordem dos Frades Menores Capuchinhos, no dia 15 de agosto de 2021, no dia da solenidade da Assunção de Nossa Senhora. Na igreja das Mercês, ou Igreja dos Capuchinhos, em Curitiba.

Esta consagração aconteceu durante a missa, na qual estavam presentes muitos frades e também os familiares e amigos do frei, bem como a comunidade local. Num momento emocionante, quem esteve presente e quem acompanhou a transmissão online testemunhou a graça da vocação e profissão à vida capuchinha.

O lema escolhido pelo Frei Marco Aurélio foi: “É isto que eu quero, é isto que eu procuro, é isto que eu desejo fazer do íntimo do coração” (1Cel 22,3), que segundo Tomás de Celano, São Francisco afirmou com alegria convicta após saber a vontade de Deus para sua vida ao escutar o Evangelho.

A profissão na vida capuchinha é uma grande graça! Rezemos pelo Frei Marco Aurélio, para que continue a encontrar em Deus sua convicção de desejo, de modo que seja movido a fazer a vontade de Deus como frei capuchinho por toda sua vida. Rezemos pelas vocações, para que o Senhor se digne enviar-nos mais homens corajosos que estejam atentos à sua vontade e tenham coragem de dizer “sim” e se consagrarem na vida capuchinha.

Autor:
Frei Luiz Felipe Camargo. OFMCap
No items found.
Comente